quinta-feira, 28 de abril de 2011

Aumento da população no centro de SP

Depois de 30 anos, aumenta população no centro de SP

Região terminou o ano passado com 411 mil habitantes, 12 mil a mais em relação ao verificado em 2000


A população do centro de São Paulo voltou a crescer. A região terminou o ano passado com 411 mil habitantes, 12 mil a mais em relação ao verificado em 2000, de acordo com dados da Secretaria Municipal de Habitação. O resultado significa o fim da fuga de moradores da área, constatada nas últimas décadas.

"O número não é tão alto, mas é uma reversão satisfatória", afirmou o secretário de Habitação, Ricardo Pereira Leite. O estudo abrange as moradias em Bela Vista, Bom Retiro, Brás, Cambuci, Consolação, Liberdade, República, Santa Cecília e Sé. Esses bairros vinham perdendo moradores desde o século passado.

"Primeiramente, houve uma saída de população de alta renda por volta da década de 50. E, depois, houve investimentos desastrosos do poder público, como a construção do Minhocão, na década de 70, que desvalorizou imóveis", diz o professor Eduardo Nobre, da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU-USP).

O processo de degradação aprofundou-se e, em 1991, o Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontou queda de 14% no número de moradores nesses locais, em comparação com o registrado em 1980. De 1991 para 2000, o saldo de habitantes tornou a cair: 23%.

Neste ano, estatísticos da Companhia de Habitação de São Paulo (Cohab-SP) constataram a retomada do crescimento populacional ao analisar dados preliminares do último Censo divulgados pelo IBGE no ano passado. A reocupação da área central resulta de um conjunto de fatores, na avaliação do secretário de Habitação. Um deles seria o baixo preço de imóveis. "Quando houve a degradação, os imóveis perderam valor e passaram a ser mais atraentes", observou Leite. As informações são do Jornal da Tarde.

AE | 28/04/2011 10:16

Câmara aprova 2ª etapa do Minha Casa, Minha Vida

Segunda etapa do programa tem como objetivo construir dois milhões de moradias até o final do ano

Depois de muito embate, o governo federal conseguiu aprovar, na noite de hoje, a Medida Provisória nº 514, que trata da segunda etapa do Programa Minha Casa, Minha Vida.

A MP estabelece que os beneficiários do programa não podem ter renda superior a R$ 4.650,00, o equivalente a 10 salários mínimos de 2009. Por outro lado, o novo texto abre margem para que a correção da renda seja "atrelada" ao reajuste do salário mínimo.

Segundo a MP, a atualização do limite da renda pode ser feito deste que não ultrapasse a marca de dez salários mínimos vigentes, ou seja, o que hoje corresponde a R$ 5.450,00. A segunda etapa do programa Minha Casa, Minha Vida tem como objetivo construir dois milhões de moradias até o final de 2014.

O texto original do governo, assim como a primeira edição do principal programa habitacional, estabelecia a renda dos beneficiários do programa com base apenas em quantidade de salários mínimos, podendo chegar, no máximo, a 10 salários.

A mudança feita na proposta original, segundo o relator da matéria na Câmara deputado André Vargas (PT-PR), visa impedir justamente a indexação da correção da renda do beneficiário do programa ao reajuste do salário mínimo.

Na avaliação de Vargas, não é interesse da equipe econômica promover correções da renda no mesmo patamar do mínimo. Isso porque implicaria em aumento no número de beneficiários do programa. Sem contar, que ampliaria o custo do governo devido à elevação dos subsídios pagos.

Da

AE | 28/04/2011 03:16


segunda-feira, 18 de abril de 2011

Pensamento do dia

Curta e sábia!


Uma noite, um velho índio falou ao seu neto sobre o combate que acontece dentro das pessoas.
Ele disse: - Há uma batalha entre dois lobos que vivem dentro de todos nós.
Um é Mau - É a raiva, inveja, ciúme, tristeza, desgosto, cobiça, arrogância, pena de si mesmo, culpa, ressentimento, inferioridade, orgulho falso, superioridade e ego.
O outro é Bom - É alegria, fraternidade, paz, esperança, serenidade,
humildade, bondade, benevolência, empatia, generosidade, verdade, compaixão e fé.
O neto pensou nessa luta e perguntou ao avô: - Qual lobo vence?
O velho índio respondeu:

"Aquele que você alimenta!"


Pense nisso e tenha um ótimo dia...

Recebi de um colega da internet.

terça-feira, 5 de abril de 2011

Vivendo a vida de cada dia

TORRADAS QUEIMADAS!

Quando eu ainda era um menino, ocasionalmente, minha mãe gostava de fazer um lanche, tipo café da manhã, na hora do jantar. E eu me lembro especialmente de uma noite, quando ela fez um lanche desses, depois de um dia de trabalho, muito duro.

Naquela noite, minha mãe pôs um prato de ovos, linguiça e torradas bastante queimadas, defronte ao meu pai. Eu me lembro de ter esperado um pouco, para ver se alguém notava o fato. Tudo o que meu pai fez, foi pegar a sua torrada, sorrir para minha mãe e me perguntar como tinha sido o meu dia, na escola.

Eu não me lembro do que respondi, mas me lembro de ter olhado para ele lambuzando a torrada com manteiga e geléia e engolindo cada bocado.

Quando eu deixei a mesa naquela noite, ouvi minha mãe se desculpando por haver queimado a torrada.
E eu nunca esquecerei o que ele disse:
" - Adorei a torrada queimada..."

Mais tarde, naquela noite, quando fui dar um beijo de boa noite em meu pai, eu lhe perguntei se ele tinha realmente gostado da torrada queimada.
Ele me envolveu em seus braços e me disse:

" - Companheiro, sua mãe teve um dia de trabalho muito pesado e estava realmente cansada... Além disso, uma torrada queimada não faz mal a ninguém. A vida é cheia de imperfeições e as pessoas não são perfeitas. E eu também não sou o melhor marido, empregado, ou cozinheiro, talvez nem o melhor pai, mesmo que tente todos os dias!"

O que tenho aprendido através dos anos é que saber aceitar as falhas alheias, escolhendo relevar as diferenças entre uns e outros, é uma das chaves mais importantes para criar relacionamentos saudáveis e duradouros.

Desde que eu e sua mãe nos unimos, aprendemos, os dois, a suprir um as falhas do outro. Eu sei cozinhar muito pouco, mas aprendi a deixar uma panela de alumínio brilhando.
Ela não sabe usar a furadeira, mas após minhas reformas, ela faz tudo ficar cheiroso, de tão limpo. Eu não sei fazer uma lasanha como ela, mas ela não sabe assar uma carne como eu.. Eu nunca soube fazer você dormir, mas comigo você tomava banho rápido, sem reclamar.
A soma de nós dois monta o mundo que você recebeu e que te apoia, eu e ela nos completamos. Nossa família deve aproveitar este nosso universo enquanto temos os dois presentes. Não que mais tarde, o dia que um partir, este mundo vá desmoronar, não vai. Novamente teremos que aprender e nos adaptar para fazer o melhor.

De fato, poderíamos estender esta lição para qualquer tipo de relacionamento: entre marido e mulher, pais e filhos, irmãos, colegas e com amigos.

Entao filho, se esforce para ser sempre tolerante, principalmente com quem dedica o precioso tempo da vida, à você e ao próximo.
"As pessoas sempre se esquecerão do que você lhes fez, ou do que lhes disse. Mas nunca esquecerão o modo pelo qual você as fez se sentir."

Recebemos este texto de uma amiga muito especial gostei e postei aqui.

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Apartamento de 1 dormitorio é sucesso de vendas

Do site globo.com

Em São Paulo, muita gente prefere comprar um apartamento menor, mas que fique bem pertinho do trabalho. É uma solução para fugir do trânsito e também porque é mais fácil cuidar da casa.

De olho nesse filão, o mercado imobiliário decidiu investir pesado num tipo de imóvel que está se transformando em um sucesso de vendas. É o apartamento de um dormitório, uma evolução da conhecida quitinete.

Em menos de um mês, um prédio residencial foi praticamente vendido. Em São Paulo, o sucesso do empreendimento pode ser medido pelo tamanho do apartamento: quanto menor, melhor.

“Para você ter uma ideia, eu tenho uma visitação de 200 pessoas por semana à procura de um apartamento como esse só em um determinado local”, afirma Roberto Mendonça, diretor de novos negócios da construtora.

Nos últimos quatro anos, os lançamentos de apartamentos de um dormitório foram os que mais cresceram. Eram 534 em 2007 e chegaram a mais de quatro mil em 2010.

“São unidades de valor menor e, portanto, são as unidades de entrada no mercado imobiliário. Agora com crédito imobiliário farto, ficou muito fácil adquiri-las. Em segundo lugar, as famílias estão se dividindo em famílias menores. E em terceiro lugar, o fator investimento tem sido muito importante”, avalia Flávio Prando, vice-presidente de habitação do Sindicato das Empresas de Compra, Locação e Administração de Imóveis Comerciais de São Paulo (Secovi-SP).

O apartamento decorado no estande de vendas propõe um novo jeito de morar, muito mais simples: banheiro, cozinha, copa, sala e dormitório, tudo fica integrado. O projeto é feito para quem está começando a vida, passa o dia fora de casa ou simplesmente quer fugir do trânsito.

Os centros empresariais da cidade são o endereço certo desse tipo de imóvel. Emprego, comércio, escola dos filhos, tudo está perto de casa. É a ideia de vida que mais vende. Cansada de passar horas no trânsito, a secretária Damaris dos Santos estacionou o carro e foi conhecer essa alternativa. “Perto do metrô, do trabalho, da família, dos amigos e do colégio do meu filho”, destaca a secretária.

Crédito facilitado, entrada pequena e os 30 metros quadrados couberam no bolso. “Deu tempo de fechar. Eu vou ter de ficar mais um pouquinho e vou tomar mais um café”, comenta Damiris.

Esse tipo de imóvel também é uma tendência do mercado imobiliário no interior do estado. Lá o foco são executivos e universitários. “Vim para estudar e para qualificar mão de obra para conseguir um emprego”, comentou o universitário Pedro Assad.

“A manutenção desses apartamentos sai mais em conta, e hoje em dia esse fator é importante. A ausência de funcionárias de limpeza exige que haja mais praticidade nas unidades. Então, nós entendemos que é uma tendência definitiva”, acrescenta Flávio Prando, do Secovi-SP.

Enquanto o número de lançamentos de imóveis de um dormitório aumentou oito vezes em três anos, o de imóveis de quatro dormitórios caiu quase 80% no mesmo período. Não é uma questão apenas de preço do imóvel. Tem muito a ver com praticidade.

Link com a reportagem da Globo no Bom dia Brasil
http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/noticia/2011/02/quitinetes-de-ate-30-m-tem-sucesso-de-vendas-no-mercado-de-imoveis.html

As pessoas e seu lixo

A LEI DO CAMINHÃO DE LIXO.

Um dia peguei um taxi para o aeroporto.

Estávamos rodando na faixa certa quando, de repente, um carro preto saiu de repente do estacionamento direto na nossa frente.
O taxista pisou no freio bruscamente, deslizou e escapou de bater em outro carro, foi mesmo
por um triz!
O motorista desse outro carro sacudiu a cabeça e começou a gritar para nós nervosamente.
Mas o taxista apenas sorriu e acenou para o cara, fazendo um sinal de positivo. E ele o fez de maneira bastante amigável.
Indignado lhe perguntei: 'Porque você fez isto? Este cara quase arruína o seu carro, a nós e quase nos manda para o hospital ?!?!'
Foi quando o motorista do taxi me ensinou o que eu agora chamo de
"A Lei do Caminhão de Lixo."
Ele explicou que muitas pessoas são como caminhões de lixo.
Andam por aí carregadas de lixo, cheias de frustrações, de raiva, traumas e desapontamento.
À medida que suas pilhas de lixo crescem, elas precisam de um lugar para descarregar, e às vezes descarregam sobre a gente.
Nunca tome isso como pessoal.
Isto não é problema seu! É dele!
Apenas sorria, acene, deseje-lhes sempre o bem, e vá em frente.
Não pegue o lixo de tais pessoas e nem o espalhe sobre outras pessoas no trabalho, EM CASA, ou nas ruas.
Fique tranquilo... respire E DEIXE O LIXEIRO PASSAR.
O princípio disso é que pessoas felizes não deixam os caminhões de lixo estragarem o seu dia.
A vida é muito curta, não leve lixo com você!
Limpe os sentimentos ruins, aborrecimentos do trabalho, picuinhas pessoais, ódio e frustrações.
Ame as pessoas que te tratam bem. E trate bem as que não o fazem.
A vida é dez por cento do que você faz dela e noventa por cento da maneira como você a recebe!
Tenham um bom dia, e lembrem-se! Livrem-se dos lixos!

recebi este email gostei por isso comprtilhei com quem lê esta blog