quinta-feira, 24 de março de 2016

A rede globo se cala quando a corrupção é em nome dos amigos da casa ai o jornal nacional fica mudo.

incrível rede globo de televisão e seu jornalismo partidário mais uma vez fica do lado da corrupção ao não publicar nomes flagrados na lista de doações ou propinas feita aos mais de 200 duzentos políticos ao longo de vários anos.
Como não consta os nomes de Lula e Dilma os inimigos do momento da rede globo a lista não vai ser falada de minuto em minuto pelos jornais e e pelas repetidoras de TV desta que é a maior rede de comunicação do Brasil e uma das maiores do mundo.

QUI, 24/03/2016 - 08:23

Enviado por Webster Franklin
Do Tijolaço

Por Fernando Brito
O mesmo Jornal Nacional que recusa a Lula o direito de resposta das acusações que, sem um documento, se atribuem a ele, anunciou hoje que não vai falar quem está na lista, amplamente difundidas pelos jornais:
O Jornal Nacional não vai divulgar os nomes de políticos listados. O motivo é simples: além de a polícia não saber ainda se cometeram alguma ilegalidade, a lista inclui mais de 200 pessoas de todos esses partidos. Não faria sentido escolher uns e omitir outros. E o tempo não nos permitiria divulgar todos.
Claro, isso não tem a ver com o fato de estarem na lista Aécio Neves, Eduardo Campos, José Serra, e muitos e muitos dos “moralistas” de plantão.
Mas reconheço que a lista ainda tem de ser comprovada em sua legitimidade – suspeitíssima – e no fato de conter doações legais e, talvez, ilegais.
Mas quando atingem Lula, o critério é absolutamente inverso.
Sem provas, e sequer sem um papel incriminatório, meia hora de Bonner e suas caretas.
O problema da Globo não é outro senão este: o de ser uma manipuladora.
Há coisas que merecem o linchamento, outras que exigem o tratamento de um tribunal inglês.
Mas, como Sua Excelência escreveu que ética é opcional para um concessionário de serviço público, como é uma rede de televisão, está liberado.
A lista dos tucanos da Odebrecht é opcional e, “podemos tirar se achar melhor”.

Tiraram.
Do site Tijolaço publicado no GGN do jornalista Luis Nassif

Nenhum comentário: