segunda-feira, 21 de março de 2016

Lula em congonhas o que aconteceu porque o Moro não liberou os grampos do dia?

do site GGN do jornalista Luis Nassif
Como bem lembrou o internauta o que houve realmente que ninguém quer tocar no assunto tanto que o Moro não liberou nada das gravações do fatídico dia.


SEG, 21/03/2016 - 10:32
Por Marcos
via Facebook
Prezado Luis Nassif,
gostaria de compartilhar esta reflexão:
Um aspecto curioso a respeito das gravações divulgadas é que nenhuma das conversas trata diretamente da tentativa malograda de condução coercitiva de Lula no dia 6 de março. Que eu me lembre, nos áudios que ouvi até agora, um faz menção ao episódio, mas só menciona, é não é de pessoa que esteve lá no aeroporto de Congonhas ou que sabe em detalhe do que ocorreu lá.
É curioso porque foi o episódio mais bombástico de todo o período abrangido pela escuta, e suponho que os petistas espionados tenham falado muito sobre ele. Creio que muita gente estava curiosa para ouvir alguma coisa a respeito, daria um grande IBOPE.
O que será que houve em Congonhas que o juiz Moro prefere que não venha a público?
Os comentários dos internautas:

O que precisa ser conhecido em detalhes..

é o que realmente aconteceu que frustou os golpistas de levarem o Lula preso para o Paraná, onde já havia a imprensa e oposicionistas graudos esperando para a apoteose final.  
Segundo relatos na internet,  tudo foi frustado pela enérgica ação do oficial da Aeronáutica responsável pela segurança do Aeroporto que deu ordens expressas para que o jatinho que estava esperando o Lula não levantasse voo. Já foi até dito que ele mandou furarem os pneus da aeronave.
O que me espanta é que ninguém até agora procurou investigar isto. O responsável pelo Aeroporto é o IV Comar- Comando Aéreo da Aeronáutica  Quem procurar informações, obviamente deve fazê-lo não somente com os altos comandos, pois se é verdade que o que dizem realmente aconteceu,  isto significa uma clara inversão de rumos  da situação e nós temos um heroi a comemorar.  Mas o alto comando deve estar fazendo de tudo para evitar mais confusão na cena política.  Funcionários da ANAC, controladores de voo que estavam em serviço no momento, e mesmo inside da PF, poderão ser muito mais útil para revelar o acontecido.

Boa reflexão.

A condução coercitiva foi fato. A tentativa malograda foi de condução ao Paraná, o que poderia ser a camuflagem de outra tentativa malograda: a da não descartável prisão preventiva.
A PF com 100% de certeza tem uma grande quantidade de áudios contendo críticas à condução coercitiva, se ATÉ A OPOSIÇÃO A CRITICOU PUBLICAMENTE, imagina quantas pessoas (incluindo possivelmente juristas) se solidarizaram com Lula através de conversas telefônicas (TODAS grampeadas).
Parece-me óbvio que a liberação desse conteúdo poderia tirar a atenção do caráter de fofoca com sua aptidão para produzir os danos irreparáveis à reputação dos envolvidos, o verdadeiro objetivo dos vazamentos, e desta forma comprometer ainda mais a aparência clara de ilegalidade dessa ação policial.

Nenhum comentário: