terça-feira, 5 de abril de 2016

Panamá papers, planilha Odebrechet, Brasil por Bob Fernandes

Bob Fernandes: Panamá Papers, Planilha Odebrecht, Brasif



Panamá Papers. Em 76 países, 376 jornalistas investigam 11 milhões e meio de registros sobre offshores em paraísos fiscais.

Entre os clientes, 12 Chefes de Estado, ou ex, ou familiares.

Entre eles, o presidente argentino Macri, amigos do russo Putin, e parentes do presidente chinês, Xi Jinping.

Do Brasil, na lista inicial, citações a 107 empresas da Lava Jato, de políticos ou parentes; de Eduardo Cunha a integrantes dos seguintes partidos:

-PMDB, PSDB, PDT, PSB, PP, PSD e PTB.

Se declaradas às autoridades, com dinheiro ou bens de origem legal, offshores e contas no exterior são permitidas pela lei.

Mas, a panamenha Mossack Fonseca, núcleo dessa investigação, é tida como matriz também para esconderijo de dinheiro e bens ilegais.

Nesses tempos de sucessivas denúncias, delações, vazamentos, listas, é necessário atenção: por vezes, velocidade e informações ciclópicas vão “enterrando” informações anteriores.

Recordemos.

Tem a Lava Jato sobre o esquema de financiamento da base aliada dos governos Dilma e Lula.

Tem o que segue oculto na Lava Jato: além da Petrobras e governo, o que mais estava nos computadores dos empreiteiros e nas contas bancárias?

Onde estão registros, documentos, contas das relações das empreiteiras com, também, governadores, atuais e ex, prefeitos, senadores, ministros, deputados...?

A propósito, tem a planilha da Odebrechet, agora no Supremo com nomes de 316 políticos e 24 partidos. Naquilo, o que é real? O que é legal, o que é crime?

Miriam Dutra e a Brasif ? Informações sobre derivações de interesse público da relação da jornalista com Fernando Henrique estão sendo investigadas pela Polícia Federal.

Em São Paulo tem o “roubo da Merenda”, tem o “Santo”, tem o bilhão e 800 do metrô, tem o “Celebridade” e o Dória.

Tem negociação para evitar o impeachment e tem negociação para ter impeachment.

E tem o Barroso, ministro do Supremo. Diante daquela foto do PMDB - o PMDB do Temer, Cunha, Renan, Jucá, Padilha & Cia- Barroso produziu o epitáfio disso tudo. Disse:


-Meu Deus do céu! Essa é a nossa alternativa de Poder..

Do jornal da gazeta

Nenhum comentário: