segunda-feira, 23 de maio de 2016

O STF e o xeque mate do golpe por Eduardo Suplicy

Quarta-feira, 18 de Maio de 2016
Lógica de Suplicy, futuro de Dilma e o sorriso de Michel Temer

Por Fábio Lau


Suplicy: cruzado no queixo

O ex-senador Eduardo Suplicy, uma pessoa tão doce, mas tão doce que poucos levam a sério, acabou de lacrar, como se diz, a partir de um comentário postado na sua página no Facebook. Suplicy, bom de boxe e de esquiva, naturalmente, mostrou que é possível nocautear, com um só golpe, o presidente interino que anda todo pimpão com seu ministério para lá de suspeito e ainda dar um xeque-mate na Suprema Corte do país. Como? Escuta essa?

- O Ministro Marco Aurélio de Mello, do STF, autorizou que seja considerada para julgamento a ação de crime de responsabilidade contra o presidente em exercício Michel Temer pelo mesmo motivo que levou a presidenta Dilma a sofrer processo de impeachment. Se avaliarem que ele não cometeu crime de responsabilidade, então ela também não cometeu - este comentário foi postado pelo ex-senador.

Suplicy foi secretário de Direitos Humanos de SP na gestão do prefeito Fernando Haddad, senador por 24 anos, deputado, vereador. Mas a profissão que o orgulha mesmo é a de professor. E foi esta a vocação que ensinou. O homem, de jeitão menino e moleque, que passa a vida tentando emplacar o seu Imposto de Renda Negativo - uma inversão da lógica banhada em sensatez que defende o paga quem tem e recebe quem não tem - deu uma lição de mestre aos nossos juristas. E a coisa é simples:

- Gilmar Mendes por exemplo, que está doidinho da Silva para criminalizar Dilma e
proteger Temer, terá que repensar seu voto. Se ele absolver Temer estará naturalmente absolvendo Dilma. Se não era crime para um não será para outro. E se condenar Temer, estará excluindo o interino da Presidência. A margem de sobrevivência política, portanto, é muito reduzida para os golpistas que estão transformando em elástico as leis do país.


         
                  Marco Aurélio: decisão do plenário pode determinar futuro de Temer

A menos que queiram jogar de vez a Constituição no chão, ao lado de Código Penal e etc, etc, etc, a coisa terá que ser levada ao pé da letra.

Se é crime para um, é também para o outro. E no caso da absolvição, a mesma lógica.

Portanto, Temer tem agora dois destinos: ou a vice-presidência ou a rua.

E pensar que Suplicy já não acertava mais queixos de adversários como antes.....


Do blog conexão jornalismo

Nenhum comentário: