terça-feira, 16 de agosto de 2016

A CARTA DE DILMA: 81 SENADORES SUBSTITUEM 110 MILHÕES DE ELEITORES



247 divulga, em primeira mão, um trecho da carta da presidente eleita Dilma Rousseff aos senadores, em que ela denuncia, para a História, o risco de golpe de estado no Brasil, caso o impeachment se concretize; "Por isso, afirmamos que, se consumado o impeachment sem crime de responsabilidade, teríamos um golpe de estado. O colégio eleitoral de 110 milhões de eleitores seria substituído, sem a devida sustentação constitucional, por um colégio eleitoral de 81 senadores. Seria um inequívoco golpe seguido de eleição indireta", diz ela; a íntegra será divulgada ainda hoje


247 – A presidente eleita Dilma Rousseff já fechou sua carta que será divulgada nesta terça-feira 16 aos senadores.

Nela, ela afirma que, se o impeachment for consumado sem que tenha havido um crime de responsabilidade, o Brasil terá vivido, em 2016, um golpe de estado.

Isso porque 81 senadores tomariam o lugar de 110 milhões de eleitores, realizando, assim, uma eleição indireta.

Eis um trecho:

"Por isso, afirmamos que, se consumado o impeachment sem crime de responsabilidade, teríamos um golpe de estado. O colégio eleitoral de 110 milhões de eleitores seria substituído, sem a devida sustentação constitucional, por um colégio eleitoral de 81 senadores. Seria um inequívoco golpe seguido de eleição indireta".

A íntegra será divulgada ainda

Nenhum comentário: